Centre-se em ...

A psoríase: uma inflamação com formas tão diversas como os seus tratamentos

Resources\Visuels\V4\Headers\Articles\INT\v_header_focuson_default.jpg

A psoríase é uma inflamação crónica da pele. Manifesta-se em indivíduos predispostos, sob a influência de vários factores. Estas placas vermelhas são tratadas com o recurso a cremes, sessões de fototerapia ou curas termais.

Sintomas

Placas vermelhas, principalmente ao nível dos joelhos e dos cotovelos

A psoríase é uma doença de pele crónica que pode assumir diferentes formas. O mais frequente é tratar-se de placas vermelhas rugosas de contornos bem delimitados. Estas placas de forma arredondada ou oval são cobertas por pedaços de pele esbranquiçada, designados escamas. A dimensão das lesões é variável, bem como o seu número. Esta doença é muito frequente e pode surgir em qualquer idade. A psoríase localiza-se, sobretudo, ao nível das zonas de fricção: joelhos, cotovelos, umbigo e região lombar. Pode igualmente, afectar o couro cabeludo, as mãos, os pés, as unhas e as mucosas.

Causas

Uma renovação acelerada das células da pele

A origem exacta da psoríase ainda não foi desvendada. Contudo, sabemos que surge em indivíduos geneticamente predispostos, sob a influência de vários factores:

  • stress
  • excesso de trabalho
  • um choque psicológico
  • fricção da roupa na pele
  • determinados medicamentos
  • uma infecção (rinofaringite, angina...)
A psoríase deve-se a uma inflamação crónica, confirmada pela presença de linfócitos T,  e acelera a renovação celular. Dá-se início à produção de células da epiderme, os queratinócitos. Em vez dos 28 dias habituais, os queratinócitos atravessam o percurso do estrato basal até ao estrato córneo da epiderme em apenas 3 ou 4 dias. Mal eliminadas, estas células acumulam-se à superfície, começando a formar placas vermelhas acompanhadas de descamação. Mesmo sendo, por vezes, discretas, é evidente que estas placas tornam-se cada vez mais incapacitantes.



Cuidados

Os tratamentos: cremes, pomadas, fototerapia, cura termal…

Os cremes, pomadas e loções prescritas pelo dermatologista permitem lutar contra a inflamação. Ajudam a eliminar o excesso de escamas e a alisar a pele com rugosidades. Adicionalmente, os cremes hidratantes também são eficazes contra o prurido. A fototerapia também está indicada para o tratamento da psoríase. O princípio é o seguinte: expor os pacientes aos raios UVA, UVB ou laser para abrandar a produção das células da pele. Os medicamentos sob a forma de comprimidos estão reservados para os casos de psoríase mais graves. Por fim, existe um outro tratamento que tem vindo a provar ser muito eficaz: a cura termal. As águas termais possuem propriedades cicatrizantes e anti-inflamatórias, proporcionando a consequente redução das placas. 


Não hesite em consultar um dermatologista, para mais informações

  • Facebook
  • Pin

Recomendada para si

See all articles