3 questões ao Especialista

Limpar uma pele oleosa requer uma atenção especial

Resources\Visuels\V4\Headers\Articles\INT\v_header_3questions_default.jpg

A pele oleosa é um fenómeno comum, sobretudo no rosto e no couro cabeludo. Resulta da actividade excessiva das glândulas sebáceas da pele que produzem demasiado sebo. Devem seleccionar-se cuidadosamente os produtos de limpeza e a maquilhagem. O conselho de um dermatologista.

O que observa nos pacientes que se queixam de pele oleosa?

Apresentam uma pele luzídia na zona central do rosto, particularmente na testa e no nariz.

Os poros ficam dilatados, a pele torna-se mais espessa. Nos casos mais graves, é perceptível uma película oleosa ao tocar-se na pele. A seborreia, ao nível do couro cabeludo, torna o cabelo oleoso e pegajoso. É frequente reportarem dificuldade em maquilhar-se.

O que aconselha para a limpeza deste tipo de pele?

Limpar uma pele oleosa requer uma atenção especial.

Explico aos meus pacientes que a pele reage sempre ao inverso do que é desejado: quanto mais vigorosamente se tenta retirar o sebo, mais a pele produz para o substituir. Recomendo a utilização de produtos especialmente concebidos para não serem demasiado agressivos. Prescrevo água micelar ou gel para enxaguar. A limpeza nocturna também deve ser feita com suavidade.

O que aconselha para hidratar a pele oleosa?

O paradoxo do papel do sebo é que este protege a pele do ressequimento.

A superfície da pele oleosa descama com frequência, dando origem a uma dermite seborreica na zona central do rosto. Recomendo: a utilização de produtos concebidos especificamente para este tipo de pele. Prescrevo cosméticos de fase aquosa para não exacerbar o nível de oleosidade. Sugiro a selecção de produtos hidratantes com acção matificante, para suavizar o efeito luzídio da pele.

  • Facebook
  • Pin

Recomendada para si

See all articles