Centre-se em ...

A caspa, um duplo fenómeno, inflamatório e bacteriano.

Resources\Visuels\V4\Headers\Articles\INT\v_header_focuson_default.jpg

A caspa é um sinal de inflamação bacteriana do couro cabeludo. Esta inflamação traduz-se na renovação das células num ritmo muito acelerado. As células mortas formam películas inestéticas, a caspa. Existem cuidados e gestos essenciais adaptados que permitem recuperar um couro cabeludo saudável.

Sintomas

Uma renovação celular acelerada

A caspa é consequência de uma hiperdescamação do couro cabeludo. A cada 14 dias, as células do couro cabeludo renovam-se naturalmente. Estas são eliminadas sob a forma de escamas minúsculas e invisíveis. No entanto, sob a influência de determinados factores, esta renovação pode ser acelerada. Começam a formar-se películas de células mortas: a caspa. Trata-se de uma problemática frequente, raramente grave, mas inestética. Existem dois tipos de caspa:  

  • caspa seca: pequena, fina, de cor branca, cai como flocos de neve sobre os ombros.
  • caspa oleosa: mais espessa e de maior dimensão, de cor amarelada, cola-se ao cabelo e ao couro cabeludo.
A caspa é, por vezes, acompanhada de irritação e prurido.

Causas

Na origem, um fungo microscópico

O responsável pela caspa é um fungo microscópico chamado Malassezia. Quando prolifera, este provoca uma inflamação. Como reacção, produz-se um fenómeno de hiperdescamação.

Vários são os factores que podem contribuir para esta proliferação:

  • factores externos: humidade, brushings sucessivos, produtos agressivos, água cálcária...
  • factores internos: stress, desequilíbrio hormonal, alimentação desiquilibrada...
Verdadeiro ciclo vicioso, o prurido e as irritações ajudam a manter a descamação e a desenvolver o fungo Malassezia. 

Por outro lado, existem outras patologias como a psoríase, que também fazem-se acompanhar por descamação, convém tratá-las.

Cuidados

Como eliminar a caspa?

4.1 Principal preocupação, a caspa_illu 1

Os champôs anticaspa são uma solução eficaz contra a caspa. As suas fórmulas travam a proliferação dos micro-organismos responsáveis  pelo aparecimento da caspa. Podem ajudar a soltar melhor a caspa, graças aos seus agentes esfoliantes.

Para prevenir recidivas, aconselha-se:  

  • a utilização de cuidados adaptados, não decapantes, que respeitem o couro cabeludo

  • evitar produtos e gestos agressivos que fragilizem o cabelo

  • uma boa higiene de vida com uma alimentação equilibrada


Não hesite em consultar um dermatologista, para mais informações, em caso de caspa persistente..

  • Facebook
  • Pin

Recomendada para si

See all articles