Centre-se em ...

A queda de cabelo no homem: hereditariedade e stress, os principais factores

Resources\Visuels\V4\Headers\Articles\INT\v_header_focuson_default.jpg

Face a uma queda significativa de cabelo ou alopécia, aconselha-se agir rapidamente. Muitas vezes de origem hereditária, a alopécia masculina pode ser interrompida através de cuidados específicos antiqueda de cabelo. Recomenda-se igualmente a prevenção contra o stress e a prática de uma alimentação equilibrada.

Sintomas

Quando a queda de cabelo se torna anormal

4.2 Os factores da queda de cabelo no homem_illu 1

Perdemos cerca de 50 a 80 cabelos por dia. Tal como as células da pele, o cabelo renova-se naturalmente. Novos nascimentos substituem, em princípio, os cabelos que caem diariamente. Na verdade, cada cabelo dura entre 2 e 7 anos e cada folículo piloso que origina o cabelo reproduz entre 25 a 30 ciclos. Contudo, sob a influência de determinados factores, a queda de cabelo acelera. Na ausência de crescimento, começam a surgir zonas escassas em cabelo.

Causas

As causas: genes, stress, mudanças de estação…

No homem, a queda de cabelo é, sobretudo, de origem genética. Na verdade, a alopécia androgenética hereditária afecta cerca de 70% dos homens. Normalmente, referem-se à alopécia como calvície. Esta deve-se à influência das hormonas masculinas, os androgénios. A calvície pode surgir muito cedo, desde os 18 anos.

Progressivamente, o crescimento do cabelo fica mais lento e passa a um ano em vez dos três ou quatro. O folículo piloso implanta-se cada vez menos na derme e atrofia. Consequência: o cabelo fica mais fino. O couro cabeludo fica desprovido de cabelo, primeiro ao nível das têmporas, da testa e do topo do crânio.

A queda de cabelo também pode ter outras origens:   

  • a toma de medicamentos, como os anticoagulantes ou tratamentos contra o cancro
  • um choque psicológico
  • o stresse
  • carências alimentares, etc.
  • mudanças de estação

Cuidados

A solução antiqueda de cabelo

Em todos os casos, aconselha-se a consulta rápida de um dermatologista para interromper a queda de cabelo. Na verdade, revela-se mais fácil atrasar a queda de cabelo do que motivar o seu crescimento. Existem vários tratamentos, sob a forma de champôs específicos, de loções ou de séruns. O dermatologista poderá ainda prescrever tratamentos medicamentosos. Por fim, as técnicas cirúrgicas de enxerto constituem mais uma solução para a queda de cabelo.

Recomenda-se :

  • o cuidado diário do seu cabelo, privilegiando os champôs suaves e evitando o uso abusivo de produtos agressivos;
  • descansar e evitar o stress;
  • ter uma alimentação saudável e equilibrada
Não hesite em consultar um dermatologista, para mais informações.

  • Facebook
  • Pin

Recomendada para si

See all articles