3 questões ao Especialista

Aconselho exclusivamente protecção muita alta e alta

Resources\Visuels\V4\Headers\Articles\INT\v_header_3questions_default.jpg

OS UV são responsáveis pelo envelhecimento cutâneo. Tal como indica o dermatologista, todos necessitamos de protecção solar; através da roupa, do uso de chapéu, de óculos anti-UV e de protectores solares aplicados nas zonas expostas.

Quais os grandes princípios da protecção solar?

A natureza da exposição (montanha, mar, praia) implica a maximização da protecção, em função da reverberação.

Deverá reforçar-se a vigilância na pele clara: porque desenvolve queimaduras solares com facilidade. A hora do dia deverá ser tida em consideração: é prudente evitar-se a exposição entre as 11 e as 16 horas. É essencial renovar-se generosamente a aplicação do protector solar a cada duas horas.

Os seus pacientes, não se sentem "perdidos" na escolha do protector solar?

A oferta é significativa.

Hoje em dia, a etiquetagem dos protectores está muito simplificada, menciona apenas 4 categorias de protecção: Baixa, Moderada, Alta e Muito Alta. Aconselho exclusivamente as 2 últimas categorias, com um espectro alargado e eficaz contra os UVB (responsáveis pelas queimaduras solares) e os UVA (aceleradores do envelhecimento cutâneo). Relativamente à textura (fluida, creme, leite, gel, spray), deve escolher-se a mais adaptada à zona de localização e preferência do paciente.

Na sua opinião, quais os requisitos para uma protecção solar eficaz?

Acima de tudo, a eficácia.

No que diz respeito à roupa, usar-se tecidos de cor escura e fibras apertadas; quanto aos protectores solares: protecção Alta e Muito Alta, a renovar regularmente; os óculos escuros devem estar certificados pela CE, de categoria 3 e 4. Os requisitos para uma protecção solar eficaz: tolerância, fotoestabilidade, resistência à água e à transpiração; em termos de adesão: cosmeticidade e fácil aplicação.

  • Facebook
  • Pin

Recomendada para si

See all articles