Centre-se em ...

As mulheres grávidas e o Sol: o risco de cloasma

Resources\Visuels\V4\Headers\Articles\INT\v_header_focuson_default.jpg

Durante a gravidez, o corpo da mulher produz mais hormonas femininas, provocando o aumento da síntese de melanina. Se, durante esse período, a pele for exposta ao Sol, pode observar-se hiperpigmentação na pele do rosto. O famoso cloasma.

Sintomas

A influência das hormonas…

V_3.1 Focus on pregnant women and the sun_illu 1

O cloasma afecta a grande maioria das mulheres a partir do 4º mês de gestação. A gravidez provoca um aumento extraordinário da taxa de hormonas femininas, os esterogénios, associado a uma elevada síntese de melanina. Esta hiperpigmentação manifesta-se através de manchas castanhas ou acinzentadas, localizadas com frequência, no meio da testa, no queixo e à volta da boca; e assume a forma de placas pigmentadas de cor castanha e contornos irregulares.

Causas

… e do Sol

A exposição ao Sol aumenta consideravelmente os riscos de cloasma. A irradiação correspondente a um belo dia de Sol pode originar uma superprodução de melanina, o suficiente para desencadear o fenómeno. Em princípio, as manchas desaparecem seis meses após o parto. Mas numa próxima gravidez, o risco de recidiva é significativo. É preferível prevenir o seu aparecimento.

Cuidados

Para prevenir o cloasma

Para prevenir o aparecimento do cloasma, existe apenas uma regra: proteger a pele diariamente, mesmo na cidade. Não se trata de fugir ao Sol, mas de respeitar algumas regras durante os períodos de maior intensidade solar.

  • usar chapéu
  • proteger a pele com um creme ecrã total
  • aplicar protector solar a cada duas horas
  • em casa, à noite, aplicar um creme antimanchas pigmentadas, como prevenção
Todas estas precauções devem ser respeitadas independentemente do momento do dia.

Não hesite em consultar um dermatologista, para mais informações..

  • Facebook
  • Pin

Recomendada para si

See all articles