3 questões ao Especialista

Para disfarçar as imperfeições vermelhas, aconselho maquilhagem correctora aos meus pacientes.

Resources\Visuels\V4\Headers\Articles\INT\v_header_3questions_default.jpg

Hoje em dia, existe um tratamento eficaz para a rosácea e para a acne. No entanto, após o tratamento, podem persistir zonas vermelhas e cicatrizes. É normal que o paciente queira escondê-las, tal como sucedia durante o tratamento. Como fazer? A resposta de um dermatologista.

1. A maquilhagem correctora faz parte da sua prática dermatológica?

Eu prefiro a palavra "maquilhagem" a "camuflagem"

Trata-se efectivamente de uma maquilhagem correctora. Há alguns anos atrás, a maquilhagem não era recomendada por dermatologistas. Actualmente, sabe-se que melhora a qualidade de vida dos nossos pacientes. Os produtos disponíveis sem perfume, sem conservantes e não comedogénicos, não representam qualquer risco de irritação ou sensibilização. Eu aconselho maquilhagem correctora aos meus pacientes.

2. O que aconselha?

Antes de aplicar qualquer outro produto de maquilhagem, é necessário aplicar-se uma base.

Seguidamente aplica-se um corrector de tez, o mais próximo da tonalidade da pele; em pouca quantidade e dispersa com suavidade. Para neutralizar as vermelhidões deve aplicar-se um pouco de corrector verde ou até mesmo amarelo, num tipo de pele mais pigmentada.

3. De um modo mais geral, como aconselha a maquilhagem correctora aos seus pacientes?

Falo de maquilhagem correctora a muitos pacientes; após uma intervenção com laser, por exemplo; ou em caso de cicatrizes de acne.

Convenço o paciente, explicando que não existe qualquer risco de agravamento. Dou oportunidade para experimentar a textura dos produtos. Proponho-lhe uma demonstração numa zona vermelha. O paciente fica sempre surpreendido com o resultado! Depois, ensino-lhe os gestos básicos da maquilhagem correctora, muito simples e rápidos.

  • Facebook
  • Pin

Recomendada para si

See all articles