3 questões ao Especialista

Camuflar uma cicatriz implica a utilização de um produto rico em pigmentos.

Resources\Visuels\V4\Headers\Articles\INT\v_header_3questions_default.jpg

Após uma intervenção na pele do rosto, o cirurgião fica satisfeito se a cicatriz ficar fina e muito ténue. O paciente, pelo contrário, fica frequentemente desiludido. O conselho de dermatologistas para disfarçar eficazmente essas pequenas marcas inevitáveis.

1. Como evoluem as cicatrizes dos pacientes que o consultam?

Primeiro, apresentam-se vermelhas e sensíveis.

Depois, vão ficando progressivamente mais claras e indolores. Passado um mês, podem ser massajadas com suavidade para devolver à pele a sua flexibilidade. Por fim, a pele recupera a sua tonalidade inicial e a cicatriz quase desaparece. É necessário 1 ano a 18 meses para avaliar com exactidão o resultado final.

2. Que tipo de maquilhagem aconselha para uma cicatriz?

É necessário um produto rico em pigmentos designado "base correctora":

uma simples base não é suficiente. Espalha-se o corrector nas costas da mão para o aquecer e cobre-se a cicatriz com pouca quantidade de produto. De seguida, com um pincel grande, e através de pequenos toques, cobre-se bem todas as imperfeições da cicatriz. Por fim, passa-se o pincel no rebordo para esbater e atenuar a junção com a pele saudável.

3. Na sua opinião, a maquilhagem é suficiente para proteger a cicatriz do Sol?

Os pigmentos contidos nos produtos correctores têm a mesma origem dos pigmentos utilizados nos protectores solares.

A protecção que estes conferem é suficiente em deslocações, por exemplo, num dia de trabalho em local não exposto ao Sol, pois um retoque de maquilhagem é fácil de fazer-se ao longo do dia. Se a exposição for mais significativa, a maquilhagem deve efectuar-se após a aplicação de um protector solar, mas deverá ser retocada a cada 2-3 horas.

  • Facebook
  • Pin

Recomendada para si

See all articles