3 questões ao Especialista

Na correcção de manchas pigmentadas utilizo a crioterapia, a lâmpada de flash ou lasers

Resources\Visuels\V4\Headers\Articles\INT\v_header_3questions_default.jpg

Enquanto depósitos de melanina na base da epiderme e, por vezes, na derme, as manchas pigmentadas surgem nas zonas expostas do corpo. Algumas intervenções permitem atenuar ou eliminar as manchas. O conselho de um dermatologista.

Como surgem as manchas pigmentadas?

As manchas mais frequentes são os lentigos actínicos.

Consequência do envelhecimento cutâneo provocado pelo Sol, surgem frequentemente após os 50 anos de idade, nas costas das mãos e no rosto. A pílula ou a gravidez podem fazer aparecer na cara ou maçãs do rosto, manchas mais ou menos extensas, castanho-escuras, que o Sol acentua (melasma). Deve evitar-se a utilização de perfumes durante o Verão, pois estes podem manchar a pele.

Que tipo de intervenção realiza para corrigir este tipo de manchas?

Antes de avançar com qualquer intervenção, devemos certificarmo-nos que se tratam de lesões benignas.

É necessário realizar-se um teste dermatológico. Gosto de utilizar: a crioterapia (fora dos períodos de Sol) em caso de lentigos actínicos (costas das mãos e rosto); a lâmpada de flash que pode permitir a correcção global da pele manchada; e os lasers de pigmentação (Q-switched ND yag, alexandrite), também muito eficazes. A correcção do melasma, cuja pigmentação é frequentemente profunda, é difícil.

Qual o seguimento deste tipo de intervenção?

A crioterapia desencadeia a formação de uma pequena crosta escurecida, que desaparece ao fim de 15 dias.

O seguimento é simples. Durante algumas semanas, as zonas corrigidas podem permanecer mais claras. O desaparecimento é mais rápido com os lasers, sem risco de manchas brancas residuais. Para evitar uma recidiva, a fotoprotecção sistemática é muitíssimo importante, com chapéu e protector solar de índice elevado, eficaz contra os UVA e UVB..

  • Facebook
  • Pin

Recomendada para si

See all articles