Testemunhos

"Eu cuido da minha pele sensível. Ela merece!"

Resources\Visuels\V4\Headers\Articles\INT\v_header_testimonies_default.jpg

Júlia sempre teve a pele sensível. Decidiu consultar um dermatologista, para suavizar a pele e reduzir a sensibilidade cutânea. Graças aos seus conselhos, a sua pele pôde recuperar o conforto e a suavidade, dia após dia.  Júlia deixou-nos o seu testemunho.

Contexto

Júlia, desde quando tem a pele sensível?

Creio ter sido confrontada com este problema desde sempre. Enquanto dolescente, lembro-me perfeitamente dos primeiros cremes que usei: a minha pele ficava vermelha, repuxava... Resumindo, não suportava nada!

Sintomas

Não sentiu qualquer evolução com o tempo?

Com o tempo, o problema não se resolveu. Pelo contrário! Comecei a sentir comichão no rosto. Durante o Inverno, a minha pele também ficava mais sensível devido ao frio; sensação de picada logo após a aplicação do creme hidratante. Era doloroso! Já não sabia o que fazer, pois apesar de inúmeras tentativas, não conseguia encontrar um produto verdadeiramente adaptado à minha pele. Por essa razão, no ano passado, decidi consultar um dermatologista.

A solução

O que lhe propuseram?

Graças às suas questões e ao exame da minha pele, conseguimos compreender a origem da minha sensibilidade cutânea: agressões exteriores e stress. Para proteger a pele, prescreveu-me um creme específico para pele sensível com água termal, que hidrata e suaviza. Quanto à maquilhagem, também substitui a minha base habitual por um creme com cor especial pele sensível.
Acabaram-se a vermelhidão, as sensações de calor e o repuxar. Finalmente, sei como cuidar da minha pele sensível. E ela merece!

  • Facebook
  • Pin

Recomendada para si

See all articles