3 questões ao Especialista

Para cuidar eficazmente de uma queimadura, é necessário avaliar bem a sua profundidade

Resources\Visuels\V4\Headers\Articles\INT\v_header_3questions_default.jpg

As queimaduras térmicas e/ou superficiais resultam do contacto com um produto líquido quente, vapor ou um utensílio doméstico. Em qualquer dos casos, é necessário vencer a dor, impedir a extensão e promover a cicatrização. O conselho de um dermatologista.

Quais os primeiros gestos perante uma queimadura?

Colocar a queimadura debaixo de água fria, durante vários minutos.

Digo sempre aos meus pacientes que este é o primeiro gesto útil. Permite limitar a extensão e acalmar a dor. De seguida, é necessário avaliar o grau de profundidade da queimadura, para tratá-la eficazmente. A água a ferver causa queimaduras dolorosas, mas menos profundas do que o óleo a ferver, que pode atingir a derme profunda. Se a queimadura for profunda, é necessário cobri-la com um penso gordo esterilizado e consultar um médico.

Que fazer relativamente a queimaduras superficiais?

Aconselho a utilização de um penso esterilizado com um creme cicatrizante.

Sobretudo quando a pele está vermelha, com apenas uma perda da camada superior da pele (como depois de um escaldão). Esta medida promove a reconstituição da epiderme e acalma a dor. A protecção é indispensável para evitar o contacto com produtos irritantes e a infecção da queimadura.

Quais as precauções seguintes?

Após uma queimadura, a pele fica sensível e frágil.

É necessário protegê-la. Existem produtos dermocosméticos adaptados. Se a marca deixada pela queimadura permanecer vermelha, espessa e com prurido, aconselho marcar consulta, pois podem formar-se cicatrizes quelóides, particularmente inestéticas e fonte de prurido. Estas precisam de um tratamento específico. Por fim, é necessário proteger a cicatriz do Sol com um produto solar de protecção elevada..

  • Facebook
  • Pin

Recomendada para si

See all articles