Esclarecido pela ciência

Os diferentes tipos de alterações cutâneas

Resources\Visuels\V4\Headers\Articles\INT\v_header_article_default.jpg

Tanto as intervenções dermatológicas como as agressões externas podem provocar o aparecimento de lesões cutâneas, mais ou menos graves. Consoante o seu grau de gravidade, estas lesões podem dar origem um problema estético, ansiedade e um verdadeiro desconforto sensorial.

As lesões cutâneas: quando a barreira cutânea está enfraquecida

1.8-Skin alterations in the light of science_illu-1

Uma pele alterada apresenta uma barreira cutânea  danificada. Estas lesões podem ter 3 tipos de origem:

  • Quando a pele é afectada por factores externos irritantes, como o frio e a seca, ou danificada por traumatismos pontuais. Este é o caso das queimaduras, cortes, arranhões e picadas. Um problema que pode atingir a totalidade da população;
  • Quando a pele está constitucionalmente fragilizada. É o caso de 20% das pessoas. Esta fragilidade provoca o aparecimento de pele gretada nas mãos e lábios, de descamação localizada e queilites
  • Quando as lesões são consequência de uma intervenção dermatológica como a remoção de uma verruga, crioterapia, pequena cirurgia, laser, peeling ou intervenções de natureza estética. Estes casos representam cerca de 15% da actividade dos dermatologistas.

Identificar a gravidade da lesão

1.8 Skin alterations in the light of science_illu 2

Entre os diferentes tipos de lesão cutânea, distinguem-se 2 tipos de feridas diferentes:

  • as feridas epidérmicas: a derme não é atingida e a lesão não sangra.
  • as feridas dérmicas: a derme é atingida e a lesão sangra
Estas feridas podem ser:
  • agudas, com a criação de uma fenda no revestimento cutâneo: frio, ferimentos, queimadura, cirurgia, peeling
  • crónicas, com alterações repetitivas da epiderme. É o caso das úlceras da perna, das escaras e da pele gretada
Consoante o nível de gravidade, as lesões podem apresentar-se sob a forma de crosta, erosão, fissura, úlcera ou atrofia.
Quando a barreira cutânea é danificada desta forma, a pele torna-se mais sensível às agressões externas. Pode existir prurido e um agravamento devido ao acto de coçar. É importante favorecer rapidamente a reparação e a cicatrização epidérmicas.

  • Facebook
  • Pin

Recomendada para si

See all articles