#FreeFromSpots

A nossa dermatologista juntou-se com 15 influencers para desvendarem os mitos sobre a acne

Dicas de especialistas

Efeitos secundários dos principais tratamentos para a acne

v_article-side_effects.jpg

Ardor, vermelhidão, descamação, incluindo hemorragia nasal... Por vezes, a cura parece ser pior do que a condição. Para preservar tanto a tua pele como a tua sanidade, sê o primeiro a conhecer os principais tratamentos para a acne e os seus efeitos secundários, além de algumas dicas sobre como atenuá-los.

Como tratar a acne: principais tratamentos e seus efeitos secundários

1

Tratamentos tópicos: produtos com Peróxido de Benzoílo ou Retinóides


O básico: os tópicos consistem em cremes (quer de venda livre ou de prescrição médica) que aplica na sua pele. Também são os primeiros aliados para se ver livre das manchas.  O peróxido de benzoílo mata a P.Acnes, a bactéria responsável pelas manchas e também reduz a vermelhidão e exfolia as células mortas. Os retinóides são um grupo de derivados da vitamina A com resultados superlativos na acne e ajudam a remover as células da superfície que obstruem os poros.


As más notícias: estes tratamentos podem deixar a pele com vermelhidão, irritada, com sensação de aperto e com descamação visível na superfície. Poderás também sentir ardor e formigueiro.


O que fazer: não entres em pânico se começares a pelar pois a pele acabará por se habituar ao tratamento. Se a situação não melhorar, experimenta mudar para uma fórmula menos concentrada, diluindo com um hidratante não oleoso ou aumentando o intervalo entre as aplicações.

2

Tratamentos antibióticos


O básico: quando apenas os tópicos não são suficientemente eficazes, os médicos prescrevem antibióticos orais, como a doxiciclina, e também versões tópicas para reduzir as bactérias causadoras das manchas.


As más notícias: os medicamentos orais como a doxiciclina tornam a pele mais sensível à luz do sol.  Isso significa que mesmo a exposição solar mais moderada poderá deixar um tom não muito chique como o rosa lagosta! Outro problema dos antibióticos é que as bactérias conseguem ganhar resistência ao longo do tempo, tornando o tratamento menos eficaz.


O que fazer: certifica-te que proteges a pele com um protetor com FPS elevado durante o dia. Opta por fórmulas leves, não oleosas e não comedogénicas. O teu médico irá reduzir a duração do tratamento antibiótico para evitar que as bactérias ganhem resistência.

3

Tratamento para acne grave com a molécula isotretinoína


O básico: a isotretinoína é o medicamento anti-acne mais potente disponível. Este medicamento de prescrição médica seca a fonte do problema da acne - o excesso de óleo. Para impedir de forma permanente o aparecimento de manchas nos casos de elevada concentração.


As más notícias: Mais pode implicar maior responsabilidade! Esta solução constitui um último recurso e os pacientes necessitam de realizar análises ao sangue regulares para monitorizar a resposta do corpo ao tratamento. Os efeitos secundários incluem secura da pele grave na zona dos lábios e nariz, levando a descamação, sensação de aperto e inclusivamente hemorragia nasal. Para finalizar, é fotossensitivo, ou seja, torna a pele vulnerável ao sol.


O que fazer: se estiveres sob tratamento com isotretinoína, terás que manter a pele hidratada com texturas ricas e hidratantes e complementares com um protetor com FPS elevado*. Opta por um bálsamo labial eficaz, desenvolvido especificamente para lábios muito secos, e experimenta um spray de água termal para apaziguar a pele.

*Não se esqueça de proteger a sua pele com um protetor de largo espetro com proteção UVA e UVB (FPS 30 ou superior é outra regra de ouro).

  • Facebook
  • Pin