#FreeFromSpots

A nossa dermatologista juntou-se com 15 influencers para desvendarem os mitos sobre a acne

Dicas de especialistas

A acne e as emoções: o verdadeiro impacto psicológico da acne.

v_article-psychological_impact

A acne é um problema que a maioria de nós enfrenta a dado momento nas nossas vidas: cerca de 80% dos adolescentes e 40% das mulheres adultas são afetadas.(1) Sendo anteriormente apelidada como condição passageira e inofensiva, os médicos reconhecem cada vez mais as suas verdadeiras consequências para a confiança e auto-estima dos pacientes.


"Tende a surgir na adolescência, quando as pessoas estão mais vulneráveis. É durante a adolescência que aprendemos a nos conhecer e a estabelecer ligações com os nossos pares - a acne pode interferir nesse processo. A condição não é perigosa mas pode fazer com que os adolescentes não se sintam confortáveis na sua pele. Tanto o próprio aspeto como a auto-estima podem sofrer," explica a Dra. Alexandra Osório, dermatologista.


Na realidade, muitos estudos demonstraram que as pessoas que sofrem de acne exibem sintomas tanto de ansiedade como de depressão, assim como sentimentos de baixa auto-estima. Pode também afetar o desempenho no trabalho ou na escola.(2)A condição tem efeitos tão profundos que os médicos inventaram ferramentas de avaliação para medir o impacto nos pacientes, tais como o Índice de Incapacidade da Acne (ADI).


E estes efeitos podem perdurar durante décadas, uma vez que a acne  não termina miraculosamente quando fazemos 18 anos! Na realidade,  existem cada vez mais mulheres adultas a sofrer desta condição. Debilitadas por estas erupções recorrentes ao longo da sua vida adulta, muitas simplesmente acabam por desistir do tratamento, sofrendo em silêncio - principalmente, porque as consequências psicológicas da acne não são proporcionais à sua gravidade.  A condição tem efeitos tão profundos que os médicos inventaram ferramentas de avaliação para medir o impacto nos pacientes, tais como o Índice de Incapacidade da Acne (ADI).


"Quando um novo paciente chega ao meu consultório, digo-lhe sempre que já deu o passo mais importante - procurar ajuda e não o fazendo sozinho/a. Como equipa, trabalhamos juntos para uma pele mais limpa e um olhar mais luminoso perante a vida. É isso que torna o meu trabalho tão recompensador!"


Clica aqui para descobrires soluções dermatológicas testadas e de confiança para pele propensa a acne.

(1) Ann Dermatol Venereol. 2010 Nov;137 Suppl 2:S49-51. doi: 10.1016/S0151-9638(10)70024-7. [Dados recentes sobre a epidemiologia da acne]. Dréno B. (2) O impacto fisiológico e emocional da acne e os efeitos do tratamento com isotretinoína.  Br J Dermatol 1999; 140:273-82. Kellett SC, Gawkrodger DJ.

  • Facebook
  • Pin